Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial - Associado à FAAP

Think tank, and a do tank

Ed. 12: Violência urbana e civilização

O "processo civilizador" vencerá o poder das novas armas?

Autor: Peter Burke | Publicado em 1995

Violência urbana e civilização

Em 1986, quando cheguei no Brasil pela primeira vez, um artigo da Folha de S. Paulo, complementado por mapas e estatísticas, informou-me sobre a possibilidade de ser morto ou assaltado em diferentes bairros da cidade. Em abril de 1995, O Estado de S. Paulo publicou uma reportagem sobre violência na cidade, novamente com um mapa, mostrando que houve um número recorde de 2.588 homicídios em 1994 e sugerindo que 1995 (com doze a quinze homicídios por dia no início do ano) poderia bater aquela marca. O aumento da taxa de homicídios foi de 47% nos últimos quatro anos. Mais alarmante, senão alarmista, foi um artigo mais recente do Estadão, entitulado "SãoPaulo vive os três dias mais violentos da história". De acordo com a polícia militar, houve 58 homicídios e 39 tentativas demorte entre as 8 da manhã de sexta-feira, 23 julho de 1995, e as 8 da manhã de segunda-feira, 26 de junho, na região metropolitana de São Paulo.

Downloads

Endereço e
contatos:

Rua Ceará, 2
CEP 01243-010
São Paulo - SP - Brasil

Tel. (11) 3824-9633