Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial - Associado à FAAP

Think tank, and a do tank

Meritocracia em debate: como melhorar a educação no Brasil

Deve-se premiar o professor que ensina melhor e punir o que não consegue?

Fonte: Zero Hora | Autor: Itamar Melo | Publicado em 29/05/2010

Avaliações internacionais apontam que se aprende pouco nas escolas do país. A insatisfação motiva uma discussão: deve-se premiar o professor que ensina melhor e punir o que não consegue?

Uma realidade de implicações profundas está emergindo de estudos educacionais recentes: a de que o fator mais decisivo para definir o quanto uma criança aprende na escola é a qualidade do seu professor. O economista americano Eric Hanushek, da Universidade de Stanford, pesquisador eminente na área, descobriu que o aluno de um professor excelente em uma escola ruim aprende mais do que o de um professor ruim em uma escola excelente. A Zero Hora, revelou outro achado de impacto.

– Um bom professor consegue o equivalente a um ano e meio de aprendizado, enquanto o mau professor consegue só meio ano. A única maneira de elevar o aprendizado é ter certeza de que há um professor bom em cada sala de aula – disse o pesquisador.

Downloads

Assuntos relacionados:

  1. Notícias Premiar e Punir
  2. Projetos Excelência em Gestão Educacional
  3. Eventos A reforma educacional de Nova York: Possibilidades para o Brasil

Endereço e
contatos:

Rua Ceará, 2
CEP 01243-010
São Paulo - SP - Brasil

Tel. (11) 3824-9633